sexta-feira, abril 24

AGENDA




AMADOR DA LSF

JOGOS DE IDA DA SEMIFINAL 
Campo do Amador no bairro Pisani:
Sábado - 15h30min - América x Cruzeiro 
Domingo- 15h - Nacional/Pizzaria Veneza x Guarujá

Roberto Alves: Figueirense contrata o goleiro Felipe, ex-Flamengo

Goleiro acertou na noite desta quinta-feira com o clube alvinegro
O Figueirense contratou o experiente goleiro Felipe, ex-Flamengo e Corinthians. Uma raposa felpuda me confirmou o acerto do clube com o atleta na noite desta quinta-feira. O Furacão não vai anunciar oficial o acerto por causa das finais do Campeonato Catarinense, mas Felipe estará no elenco alvinegro na Série A do Campeonato Brasileiro. 



Felipe foi dispensado pelo Flamengo em janeiro. Após quatro anos no time carioca, o atleta foi demitido pelo clube. Em 2014 ele foi barrado durante a disputa do Brasileirão, quando o Fla estava na zona de rebaixamento. Agora é esperar para ver o que ele fará no Figueirense. Qualidade ele tem de sobra.

LDU/MECÂNICA MEIRAUTO CELEBROU UNIÃO DA EQUIPE

Sábado foi dia de “bebemorar” para a equipe da Liga Desportiva Universitária/Mecânica Meirauto . À noite, após a vitória de 03 a 01 no Jocol, a equipe se reuniu na empresa do patrocinador. Nosso repórter infiltrado esteve lá, comeu carne, bebeu cerveja, cuspiu no chão, pediu fiado, mas registrou o momento (ainda bem).

Sentiram a falta do “matador”
Quando falo “matador” é no bom sentido, é que o atacante “falastrão”, Érlon Joy, que agora adotou o estilo “Black Music”, calma, não foi na cabeça não, foi no rosto (melhor estilo cafetão americano...kkkkkkkkkkk)....não apareceu no “churras”..... Não sei, fiquei sabendo que o moreno que até foi homenageado junto com o E.C. Internacional na noite de ontem na Câmara de Vereadores, foi expulso NO JOGO. Mas detalhe – não por falta violenta ou por resenhar com torcida, desta vez foi com o treinador.  

Aliás.....ele volta

Falo de fonte segura, que o polêmico Érlon Joy, o atacante mais resenha e “falastrão” da cidade volta a integrar o quadro de colaboradores da Fundação Municipal de Esportes. Não sei em qual pasta, mas sua vaga está garantida, por isso que o “homê” anda sendo expulso de graça, vai voltar a forrar a cartucheira.....Nem que seja  de chumbo meu bruxo. kkkkkkkkkk...Álias, já disse aqui e volto comentar, Joy perdeu a chance de fazer ainda mais história no futebol de Lages. Esse ano ele deveria ter ido jogar a Segunda Divisão, afinal, já foi artilheiro da primeira e da terceira, só falta o troféu da terceira, já que ele já conquistou os trofeus de artilheiro do Sênior e do Amador. 

Xadrez lageano disputa Estadual da Juventude em São Bento do Sul

Para o técnico Marco Cordeiro, será um excelente preparo para o Festival Nacional da Juventude, que acontece em Lages, entre os dias 14 e 17 de maio

A equipe Lages Xadrez Clube/FME disputa neste sábado (25) e domingo (26) o Festival Catarinense da Juventude (Fecaj). A competição acontece em São Bento do Sul, no Colégio Froebel e reunirá os melhores jogadores de Santa Catarina até 18 anos, que disputarão seis partidas de duas horas cada. De Lages, seis enxadristas estarão no Fecaj, com destaque para Mariana Wolff da Silva Rossi (Colégio Santa Rosa de Lima), 15 anos, duas medalhas na Olesc (Jogos da Juventude de Santa Catarina), ouro e prata, em 2014. Mariana representa a equipe Lages Xadrez Clube/FME há três anos e mesmo mudando de categoria (ano passado disputou a sub-14) pode surpreender. Além de Mariana, Henrique de Oliveira Dickel (da escola Flodoardo Cabral), 15 anos; Leonardo Masson Carioca dos Santos (escola Belizário Ramos), 16 anos; Yan Henrique Cordeiro (Univest), 13 anos; Mariana dos Santos (Bom Jesus), 14 anos, e Dimitri Boeira (Vacaria), 17 anos, completam o grupo.


Outras competições
Para o técnico de Lages, o mestre nacional Marco Cordeiro, o Fecaj será um excelente preparo para o Festival Nacional da Juventude, que acontece em Lages, entre os dias 14 e 17 de maio e reunirá os melhores jogadores do Brasil nesta faixa etária. “Precisamos continuar a preparação intensa para competições de alto nível e chegar o melhor possível no Brasileiro”, analisa, destacando ainda a participação na Olesc e nos Joguinhos 2015 deste grupo que estará em São Bento do Sul. A equipe embarca na sexta feira (24), com retorno no domingo à noite.

DESAFIO SEMASA

Número de inscritos surpreende a organização
 Apenas oito dias após seu lançamento, já são mais de 745. Estão registrados participantes de 22 cidades, incluindo Maringá (PR), Embu das Artes (SP), Florianópolis e Itajaí (SC) e municípios da região
 As inscrições para o 2º Desafio Semasa na Carahá de Corrida e Caminhada foram abertas no dia 15 de abril. Apenas oito dias após seu lançamento, as inscrições já ultrapassam a marca de 745. O desafio acontece no dia 16 de maio e as inscrições são gratuitas, ilimitadas e podem ser feitas através do site http://www.corridaecaminhadalages.com.br/. Faltam 24 dias para o evento que já se destaca como o maior da região para o incentivo da prática de atividades físicas.

Estão registrados participantes de 22 cidades, incluindo Maringá (PR), Embu das Artes (SP), Florianópolis e Itajaí (SC) e municípios da região. “Nosso objetivo é fomentar a prática de exercícios e se de todos os inscritos pelo menos dez incluírem a atividade física no seu cotidiano, o evento já terá valido a pena”, afirma Álvaro Mondadori (Joinha), um dos organizadores. As primeiras mil pessoas que garantirem inscrições receberão um kit com camiseta do evento e sacolas sustentáveis e as primeiras mil que cruzarem a linha de chegada receberão medalha de participação. “Para garantir o acesso e bom atendimento aos participantes, a equipe organizadora faz reuniões pontuais para acertar detalhes”, diz Joinha. O 2º Desafio Semasa na Carahá de Corrida e Caminhada é uma realização da Secretaria Municipal de Águas e Saneamento (Semasa) e da Fundação Municipal de Esportes (FME), em parceria com as Secretarias de Infraestrutura, Turismo, Saúde, Meio Ambiente, Assistência Social e de Segurança e Ordem Pública, além da Diretoria de Trânsito (Diretran).

JOCOL 2015 - PARA QUEM JOGA FUTSAL SEMANA QUE VEM COMEÇA COM BOLAS NAS REDES

LOCAL GINASIO JONES MINOSSO                           
DATA 28 DE ABRIL DE 2015 - TERÇA FEIRA
JG Nº
EQUIPE A
X
EQUIPE B
CHA.
HOR
SERIE
23
JUVENIL MARIZA / BLOCO 2
X
ASS. VILA NOVA
I
19:00
B
24
ARAUCARIA F.C.
X
VILA MARIA JUNIOR
J
19:50
B
7
CSK / F.C.
X
E. SANTA CRUZ
G
20:40
A
8
UDINESE F.C.
X
BARRA AZUL F.C.
H
21:30
A


LOCAL GINASIO CLUBE CAÇA E TIRO 1º DE JULHO                          
DATA 29 DE ABRIL DE 2015 - QUARTA FEIRA
JG Nº
EQUIPE A
X
EQUIPE B
CHA.
HOR
SERIE
9
NOVO HORIZONTE
X
CRB  / ITP
D
19:00
40 +
10
E. C. SANTA CANDIDA
X
EXP. VILA COMBONI
D
19:50
40 +
9
SER PALMEIRAS
X
EXP. VILA COMBONI
A
20:40
A
10
NACIONAL JUNIOR
X
SER SÃO CRISTOVÃO
B
21:30
A

JOCOL 2015 - SAIBA QUEM FOI PUNIDO PELA COMISSÃO DISCIPLINAR NOS JULGAMENTO DE 22/04

O JOCOL NEM COMEÇOU E JÁ TEM GENTE NA BERLINDA COM A COMISSÃO DISCIPLINAR..... DE CAMPO SÉRIE “C”

Nº PROC
NOME
EQUIPE
ARTIG.
PENA APLICADA
021/2015
DHYAN MADRUGA DOS SANTOS
C. AT. COPACABANA
178 IV
2 JOGOS
002/2015
PAULO SERGIO RAMOS
CRC HABITAÇÃO
178 IV
2 JOGOS
017/2015
MAICON RODRIGUES VARELA
AT. STA CATARINA
178 III E IV
60 DIAS
017/2015
ALAMIR DA LUZ VARELA
AT. STA CATARINA
178 IV
180 DIAS
017/2015
EMERSON CAMARGO CORREA
PALMEIRAS JUNIOR
178 IV
3 JOGOS
017/2015
ALEXANDRE VITOR
AT. STA CATARINA
178 V
2 JOGOS
017/2015
PAULO R. DE LIZ DAMASCENO
AT. STA CATARINA
178 III E IV
90 DIAS
017/2015
ALCELINO OLIVEIRA ROSA
AT. STA CATARINA
173 VI
30 DIAS

OLHEM O CASO DESSE ENTÃO:

FUTSAL SÉRIE “B”

Nº PROC
NOME
EQUIPE
ARTIG.
PENA APLICADA
013/2015
CELIO PEREIRA AVILA FILHO
STA CRUZ JUNIOR
173 I
10 JOGO

Primeiro Seminário Regional acontece nesta sexta-feira

Educação física

Entre as atrações está a abordagem do professor mestre de educação física da FME, Irineu Wolney Furtado, com a palestra “Cenário da Educação Física Catarinense: Horizonte 2020”

Será promovido nesta sexta-feira (24) o I Seminário Regional de Formação Continuada, com a proposta de discutir a intervenção do profissional de educação física frente às suas responsabilidades sociais nos diferentes campos de intervenção e incentivar o debate sobre assuntos de interesse da educação física. Também visa destacar a importância da inserção do profissional na promoção da saúde. Outra ideia é propor ações até o ano de 2020.

O evento está marcado para iniciar às 13h30min, no Centro Universitário Unifacvest, na avenida Marechal Floriano. O Seminário será realizado pelo Conselho Regional de Educação Física (Cref3/SC), com apoio da prefeitura, Fundação Municipal de Esportes (FME), governo do Estado e Unifacvest. Entre as atrações está a abordagem do professor mestre de educação física da FME, Irineu Wolney Furtado, com a palestra “Cenário da Educação Física Catarinense: Horizonte 2020”. Além dele, o professor mestre Leoberto Ricardo Grigollo explanará sobre “Iniciação Esportiva”. As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas no link http://crefsc.com.br/inscricao_sem.php. O Seminário deverá envolver os municípios de Lages, Jaraguá do Sul, Brusque, Mafra, Videira, São Miguel do Oeste, Tubarão, São José e Joinville.

Moro pediu a distribuição de medicamentos de primeiro socorros a clubes do Jocol

RECEBI ESSA MATÉRIA DA ASSESSORIA DA CÂMARA DE VEREADORES, MAS SÓ HOJE TIVE UM MELHOR TEMPO DE VER MEUS EMAILS.....LEIAM QUE MATERIA INTERESSANTE:

LEGISLATIVO NO ESPORTE
Pensando em proporcionar mais segurança aos atletas que participam do Jocol em Lages, o vereador David apresentou a moção 98/2015, aprovada pelos demais edis na sessão de segunda-feira (7).O objetivo é distribuir aos atletas uma bolsa médica com remédios e insumos para os primeiros socorros, proporcionando melhores condições e dando mais qualidade para a prática esportiva. “Além de trazer mais segurança trata-se de um recurso indispensável para quem pratica esporte”, explicou.

ALELUIA! ALELUIA!

Até que enfim um vereador olhou com carinho para a maior competição amadora da cidade. Não basta ajudar a pagar jogadores, bancar advogado para recorrer na Comissão Disciplinar, dar uniformes e outros mimos, se não se consegue bancar a própria saúde e segurança do atleta.  Boa Moro, muito bem lembrado.

quinta-feira, abril 23

Ex-Flu, Fernando Henrique renasce em SC, vira 'Presidente' e critica 'geração mimadinha'

REPRODUÇÃO/FACEBOOK FONTE - http://espn.uol.com.br
Fernando Henrique Goleiro Inter de Lages Campeonato Catarinense
Fernando Henrique em ação pelo Inter de Lages: renascimento no interior de SC
Se algum instituto organizasse hoje uma pesquisa eleitoral na cidade de Lages, interior de Santa Catarina, daria vitória de Fernando Henrique com 100% dos votos.
Mas não de Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente da República, e sim de Fernando Henrique dos Anjos, 31 anos, ex-goleiro do Fluminense por 12 anos.
Sim, ele segue na ativa, e fez grande Campeonato Catarinense pelo Inter de Lages, maior surpresa do Estadual, ao lado de Marcelinho Paraíba. Acabou eliminado no hexagonal final, mas sua passagem por Santa Catarina pode ser considerada um renascimento, já que ele vinha cogitando até mesmo encerrar a carreira após passagens por Ceará e América-RN.
"Eu estava até pensando largar o futebol, estava desmotivado, tinha acabado de casar, inclusive. Mas essa oportunidade no Inter foi fantástica, acabou sendo um renascimento na minha carreira. Fiz ótimas partidas e fui muito reconhecido pelas pessoas em Lages. Vi que ainda sou jovem e tenho muita lenha para queimar", celebra o arqueiro, em entrevista à Rádio ESPN.
O carinho da torcida do Inter por Fernando Henrique foi tanto que ele ganhou um apelido imponente na cidade: "Presidente", em referência a FHC. No entanto, seu nome não tem nada a ver com a política, garante.
"Não foi inspirado no ex- presidente, nem sei de onde minha mae tirou esse nome (risos)", brinca, antes de lembrar os "duelos políticos" nos tempos de base do Fluminense.
"Engraçado que na base do Flamengo tinha o Getúlio Vargas, que também era goleiro. Quando atuávamos contra, diziam que era o 'duelo dos presidentes' (risos). Mas eu levava vantagem, deitei muito no Flamengo dele (risos). Essa eleição eu ganhava fácil", diverte-se.
Em Lages, Fernando Henrique começou vivendo um inferno logo de cara, levando uma goleada por 5 a 0 para a Chapecoense logo na estreia. No entanto, o jogador não se abalou, e foi peça chave na reação da equipe colorada no Estadual. Aos poucos, o time se encontrou e avançou até o hexagonal final, terminando na 4ª posição. Muito bom para uma equipe que estava há 12 anos fora da elite de Santa Catarina.
GREIK PACHECO/INTER DE LAGES
Fernando Henrique Marcelinho Paraiba Treino Inter de Lages 31/03/2015
FH fez sucesso ao lado de Marcelinho Paraíba
"O Catarinense é muito equilibrado, com equipes de Série A e uma de Série B. Nosso time tinha Reinaldo, Marcelinho Paraíba, Michel, eu, vários 'dinossauros' (risos). Não começamos bem, mas fomos melhorando e nos classificamos para a fase final. No fim das contas, fizemos uma grande campanha. Mesclamos juventude com experiência e deu certo", comenta.
Com o fim da participação da Inter no Estadual, porém, Fernando Henrique deixou Lages, para tristeza do "eleitorado" local. No entando, o goleiro deve seguir em Santa Catarina, já que o Figueirense planeja contratá-lo para disputar o Brasileirão.
Carona de caminhão e jogadores 'mimadinhos'
Natural de Bauru, interior de São Paulo, Fernando Henrique sempre quis ser jogador de futebol, mas deu azar de nascer em uma cidade na qual o Noroeste, clube local, vivia enorme derrocada. Por isso, saiu de casa aos 15 anos para se aventurar e tentar uma chance. Ficou sabendo de uma peneira no Matsubara e se mandou para o Paraná. Acabou aprovado, e viveu algumas de suas maiores aventuras no time de Cambará.
"O time não tinha estrutura, e a gente comia todo dia carne moída e frango. Eu podia até voar de tanto frango que comi (risos). Até hoje não aguento comer carne moída, fiquei traumatizado. Já o frango era bom, porque eu comia vários no almoço e no jantar, pra não engolir durante a partida (risos). Graças a Deus tomei poucos frangos na carreira, acho que foi por isso", brinca.
WAGNER MEIER/AGIF/GAZETA PRESS
Fernando Henrique America-RN Vasco Serie B 19/07/2014
FH estava jogando no América-RN
Um de seus grandes companheiros nesta época era o atacante Nilmar, hoje no Internacional. Fernando praticamente "entrou para a família" do companheiro de equipe, já que não tinha dinheiro para voltar para Bauru.
"Eu ia com ele pra cidade de Bandeirantes visitar a família dele de final de semana, porque não tinha o que fazer na concentração lá em Cambará. A gente sempre arrumava carona com alguém", lembra.
O problema era a volta...
"A gente nunca tinha dinheiro para voltar, então pegávamos carona com um caminhoneiro que transportava borracha às 5h30 da manhã para chegar no treinos das 9h no Matsubara, senão tinha que vir a pé. Mas isso tudo foi bom, eu aprendi a valorizar mais as coisas que conquistei e precisei amadurecer mais cedo", relata.
Relembrar as agruras do início de carreira, inclusive, faz o goleiro disparar uma saraivada de críticas à atual geração de jogadores de futebol, a quem considera "mimadinhos", já que são controlados por empresários e assessores.
"Os empresários estragaram o futebol. Eles mimam demais os jogadores, que ganham tudo de mão beijada, até chuteira caríssimas! Viram todos 'mimadinhos'! O futebol não pode perder esses valores, as pessoas precisam saber o valor do sacrifício par valorizar mais, mas isso está se perdendo", dispara.
"Na minha época, a gente rezava pra chegar ao principal, ficava super feliz quando um jogador profissional nos dava uma chuteira. Olhávamos para eles como nosso heróis. Hoje, tem juniores que chegam folgados e só faltam bater nos profissionais", completa.
De tudo um pouco no Flu
Após Nilmar ser levado para o Inter, Fernando Henrique foi para o Fluminense em 1998, junto com o atacante Rodrigo Tiuí. Nas Laranjeiras, treinava com os juvenis, mas completava os trabalhos da categoria de cima. Um dia, foi chamado pelo técnico Marcos Paquetá para ficar no banco em um torneio de juniores no Paraná. Deu sorte: o titular quebrou o braço e a vaga caiu no colo de FH, que se destacou.
Na volta, não demorou para ser promovido ao profissional, em 2000, e chegar à titularidade do Flu, em 2002. Ao todo, foram oito anos como titular do clube tricolor, com vitórias, derrotas, alegrias, tristezas... E um sentimento de dever cumprido.
"No Fluminense, aconteceu de tudo comigo. Fui campeão, tomei peru, peguei pênaltis... Só não fiz gol", recorda, antes de citar um episódio curioso que lhe marcou.
"Teve um jogo contra o Americano em que aconteceu uma situação única na minha carreira. Eu fiz um pênalti durante a partida e levamos um gol, o jogo ficou empatado, mas o resultado não servia para gente. Nos acréscimos, eu desci para tentar fazer um gol e sofri um pênalti! O zagueiro foi dar uma bicicleta para tirar a bola e acertou meu rosto. Fizemos o gol, ganhamos e deu tudo certo. A torcida já queria me matar, mas depois desse lance saí como herói (risos)", gargalha.
WALLACE TEIXEIRA/PHOTOCAMERA
Fernando Henrique Camisa 250 Jogos Fluminense 14/07/2010
Goleiro jogou 12 anos pelo Fluminense
O goleiro coloca o vice da Libertadores de 2008 como seu grande momento nas Laranjeiras. Apesar da derrota para a LDU, nos pênaltis, em pleno Maracanã, o atleta considera que suas grandes atuações naquela campanha entraram para a história do Flu.
"A final foi muito triste. O Brasil inteiro estava torcendo pela gente, mas fomos mal na altitude e perdemos feio no Equador. Conseguimos reverter a situação mais difícil, mas infelizmente perdemos nos pênaltis no Maracanã. E olha que eu defendi uma cobrança! Mas foi um ano maravilhoso, no fim das contas. O grupo era muito bom, os jogadores se destacaram e fizemos uma história muito bonita", encerra.